Fórum da Disciplina Banco de Dados – CESUMAR

EM DISCUSSÃO NA DISCIPLINA DE BANCO DE DADOS NO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS NO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ – CESUMAR

 

QUESTÃO 1:

Vivemos um cenário de grande mudança diante do tema “Banco de Dados”. Desafios novos proporcionados pelos avanços tecnológicos e oportunidades comerciais dos últimos 4 anos criaram um panorama hoje povoado por termos como computação em nuvem, NoSQL e BigData. De que forma o software desenvolvido atualmente pode se adequar para enfrentar estes novos desafios?

RESPOSTA:

A maneira de acessar os dados vêm mudando a medida que a acessibilidade tem sido aumentada. De grandes e complexas interfaces a simples serviços rodando online. Tudo isso com uma disponibilidade nunca antes vista. Dessa forma o programador precisa estar atento, usando a plataforma que apresentar o melhor custo-benefício, avaliando sua aplicação futura.

QUESTÃO 2:


De acordo com o artigo “Sem Banco de Dados”, disponível em seu livro na Unidade II, página 52, é possível perceber o ponto de vista típico de um programador responsável e preocupado com o valor de negócios do software desenvolvido.

O que é mais importante: o banco de dados ou o software? Programadores são responsáveis o suficiente para lidar com o banco de dados? Respostas positivas e negativas a estas perguntas são perfeitamente plausíveis e justificáveis dependendo do seu ponto de vista sobre os diferentes modelos de negócios avaliados. Apresente argumentos positivos e negativos que podem justificar cada um destes pontos de vista.

RESPOSTA:

Difícil definir qual a melhor forma, entretanto, é fácil compreender os pontos negativos de uma ou outra forma de trabalho. Primeiro lugar não é possível definir o que é mais importante, uma vez que para o usuário de qualquer sistema ambos são a mesma coisa. É claro que aplicações recebem muito mais alterações estruturais a medida que incorpora novas tecnologias do que os Banco de Dados. Entretanto, os Banco de Dados são uma parte sensível de qualquer sistema, exigindo responsabilidade e preparo por parte dos responsáveis. No modelo de negócios de desenvolvimento de software é possível designar alguém ou um setor responsável pelo Banco de Dados ou atribuir a responsabilidade a todos os colaboradores, tudo dependendo do tamanho da empresa que estamos trabalhando ou do modelo de negócios optado pela empresa.

QUESTÃO 3:

A SQL disponibiliza uma série de comandos para a criação de esquemas e tabelas.
As duas tabelas abaixo contêm os nomes e as definições dos tipos.
Crie os comandos SQL necessários para criar estas duas tabelas em seu banco de dados.

RESPOSTA:

CREATE TABLE fornecedor ( id INT PRYMARY KEY, name VARCHAR(60) NOT NULL, cpf_cnpj VARCHAR(14) NOT NULL, );

CREATE TABLE produto ( id INT PRYMARY KEY, nome VARCHAR(40) NOT NULL, preco DECIMAL (10,2) NOT NULL, fornecedor_fk INT NOT NULL REFERENCES fornecedor(id) );

QUESTÃO 4:

Uma das definições de BI (Business Intelligence) é “a habilidade de uma organização para coletar, manter e organizar o conhecimento para descobrir novas oportunidades de negócios”. No mundo atual este conhecimento é manipulado por meio de sistemas computacionais. Quais são as ferramentas utilizadas para coletar, manter e organizar este conhecimento e de que modo estas estão relacionadas?

RESPOSTA:

Existem variadas formas de coletar, manter e organizar dados em uma Empresa. Podemos citar ERPs, SGBDs, Datawarehouse etc. Ferramentas de BI conseguem fazer com que esses sistemas independentes gerem informações como se fossem um grande único Banco de Dados, facilitando a visualização de dados de várias fontes num único procedimento. São conhecidos programas específicos para esse fim: QlikView, Targit, Business Analytics, Analysis Services, IBM Power Systems e outros.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.