Sustentabilidade e a Realidade Urbana

SUSTENTATIBILIDADE E REALIDADE URBANA

Um olhar crítico para a realidade ambiental de Rio Negrinho-SC

1.Lixo Urbano

Uma problemática de quase todos os municípios é o que fazer com o lixo urbano, sendo esse produzido em larga escala pela nossa sociedade consumista. Os munícipes em geral não tem o mínimo interesse no destino dado ao lixo gerado, restringindo-se a limpar seu ambiente/casa e por o que sobra, normalmente sem nenhuma seleção, na cesta e esperar que o “caminhão de lixo” seja o destino final dele. Esse mistura consiste de lixo orgânico, de lixo perecível e não perecível. E alguns que podem liberar resíduos tóxicos graves ao meio ambiente e a saúde pública.

Solução: Organizar associações ou cooperativas de reciclagem é uma das primeiras e essenciais alternativas, entretanto, não a única. A existência de uma política que dê um destino adequado aos resíduos tóxicos (pilhas, lampadas, eletrônicos, etc) é também essencial. A conscientização da comunidade e a começar pelo ambiente escolar é uma iniciativa que pode render excelentes resultados neste aspecto.

2.Saneamento Básico (Esgoto)

Problemática também da maioria das cidades brasileiras, é agravada nas cidades que tenham vias fluviais em sua área urbana. A maioria das construções têm o esgoto ligado diretamente a qualquer canal ou rio, sem nenhum tratamento e o volume de esgoto da área urbana deixa praticamento todas as vias fluviais impróprias para uso.

Solução: Política pública de implantação de rede de esgoto é uma solução apresentada, entretanto, mais importante é a conscientização da população, até porque a implantação de um sistema individual de tratamento esgoto não custa tanto. Acho que deveriam existir leis obrigando engenheiros e construtores implantarem obrigatoriamente em seus projetos.

3.Produção de Alimentos – Granjas Suínas e Avícolas e Gado de Corte

A região apresenta uma razoável quantidade de granjas de criação de suínos e aves para corte e gado. É um importante fator econômico para a população rural. O impacto ambiental decorrente dessa atividades ainda não foram corretamente apresentados.

Os danos ambientais podem ser apontados como: extensas áreas descobertas para produção agrícola destinado a alimentação dos animais e granjas; consumo de muita água para alimentação dos mesmos; contaminação de rios e extensas áreas com dejetos e resíduos.

Solução: Não há uma solução em nível municipal para essa problemática, já que o mesmo se refere sobretudo aos hábitos alimentares da população em escala mundial. Um paliativo é o auxilio aos produtores no correto destino e tratativa dos dejetos e resíduos dessas criações. Quanto ao espaço ambiental utilizado e água não há uma medida que possa ser tomada enquanto a população mundial siga consumindo carne e derivados.

4.Desmatamento e destruição da mata nativa

Também relativo a uma das principais atividades econômicas da região: a produção de móveis, papel e madeira em geral, extensa área de mata foram destruídas no passado deixando a região com muito pouco da cobertura vegetal inicial. Hoje quase não se pratica o desmatamento de mata nativa, graças a severas leis ambientais. Entretanto, todo o processo de reflorestamento é feito com madeira exótica à região, servindo quase exclusivamente a produzir matéria-prima para a indústria madeireira.

Solução: Associado a geração de renda, é difícil modificar a realidade sem grande impacto na vida dos moradores. Uma reeducação ambiental a começar nas escolas é importantíssimo para que as próximas gerações busquem soluções menos prejudiciais ao ambiente em que estamos inseridos e reproduzir o que foi retirado, como o reflorestamento com plantas nativas, sem a finalidade extrativista, mas apenas a recuperação.

5.Enchentes

Maior problema ambiental e de sustentabilidade da cidade de Rio Negrinho trata-se de sua relação com os rios que cortam a cidade e as enchentes que de tempos em tempos causam catástrofes marcantes. A cheia dos rios não é um acontecimento muito regular, causando uma certa “acomodação”. A área do entorno dos rios são reconhecidas como áreas de enchente, porém são utilizadas até a sua margem com construções.

Solução: Já foi dito que deveria se criar canais e desvios dos cursos dos rios, mas concluiu-se que essa seria uma medida paliativa que só resolveria o problema nas enchentes pequenas. Uma solução mais eficiente e já proposta inclusive no planejamento urbano da cidade é a gradual mudança do centro da cidade para outro bairro, livre da área de enchente, entretanto mesmo que haja força política para isso é uma solução difícil de ser cumprida, já que o centro absoluto da cidade fica a beira do Rio Negrinho.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.